Avaliação de dois bairros em Santa Maria/RS e seus processos de dinâmica superficial associados

Autores

  • Amanda Comassetto Iensse Universidade Federal de Santa Maria
  • Luís Eduardo de Souza Robaina Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2509

Palavras-chave:

Dinâmicas. Processos. Encostas

Resumo

A natureza está submetida e processos naturais de acordo com seu clima,vegetação, solos e tipo de rocha, e dessa forma reage de acordo com a dinâmica dessas variáveis. Quando há uma intervenção antrópica nessa dinâmica, a natureza continuará com seus processos, tentando manter o equilíbrio. Para evitar que desastres naturais ocorram, é necessário planejamento e um estudo aprofundado da área. Muitos eventos não poderão ser evitados, pois estão associados a dinâmica da natureza, porém a ação do homem pode evitar que tragédias aconteçam.

Biografia do Autor

Amanda Comassetto Iensse, Universidade Federal de Santa Maria

Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal de Santa Maria.

Luís Eduardo de Souza Robaina, Universidade Federal de Santa Maria

Departamento de Geociências, Universidade Federal de Santa Maria.

Referências

CERRI, L. E. S. & Amaral, C. P. Riscos Geológicos. In: OLIVEIRA, A. M. S. & BRITO, S. N. A. (eds.) 1998.

CUNICO, C. OKA-FIORI, C. O ESTADO DE NORMALIDADE E O ESTADO DE EXCEÇÃO DIANTE DA IMPORTÂNCIA DAS CATEGORIAS DE “VULNERABILIDADE”, “RISCO” E “RESILIÊNCIA” In: CAMINHOS DE GEOGRAFIA: Uberlândia. 2014

GRAY, G.L.; LEISER, A.J. Role of vegetation in stabilityandprotection of slopes. In:Biotecnicalslopeprotectionanderosioncontrol. P.37-65. New York. Van NortrandReinholCompany, 1982.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE).Censo demográfico de 2010.Disponível em: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/tabela/listabl.asp?z=t&c=1552

MARANDOLA JR., E.; HOGAN, D. J. O risco em perspectiva: tendências e abordagens. In: Geosul. v. 19, n. 38. Florianópolis, 2004.

RODRÍGUEZ, J. Vulnerabilidad demográfica: una faceta de lasdesventajassociales. Santiago del Chile: CEPAL (Serie Población y Desarrollo), 2000.

SILVA, J. B. Estatuto da cidade versus estatuto de cidade – Eis aquestão. In: CARLOS, Ana Fani Alessandri; GERAIGES, Amália Inês (orgs.).Dilemas urbanos: novas abordagens sobre a cidade. São Paulo: Contexto, 2003.

UNDP SustainableDevelopment Networking Programme, Report of anindependentexternal assessment. 2004.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos