Hidrossedimentologia, meio físico e cobertura da terra na UGRHI-22 Pontal do Paranapanema-SP

Autores

  • Aline Aparecida dos Santos Universidade Estadual Paulista
  • João Paulo de Oliveira Pimenta Universidade Estadual Paulista
  • Paulo Cesar Rocha Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2526

Palavras-chave:

Bacia hidrográfica. Hidrossendimentologia. Turbidez. Canal fluvial. Correlação matricial

Resumo

Este trabalho teve como objetivo realizar uma análise da concentração de sedimentos em suspensão e turbidez em 10 seções transversais de rios da UGRHI Pontal do Paranapanema, localizada no estado de São Paulo. Teve ainda como objetivo analisar as características do meio físico e cobertura da terra e a partir disso verificar o grau de interação entre as variáveis através de uma correlação matricial. A coleta de amostras de sedimentos em suspensão e a mensuração dos dados de turbidez foram feitas em campo. Em laboratório realizou-se a análise dos sedimentos através de filtragem. Foram usadas técnicas de geoprocessamento para a extrair informações do meio físico e um software de estatística para o tratamento dos dados. A análise da média de concentração de sedimentos demonstrou que houve variação significativa nos valores da carga entre as seções. Na análise de correlação a variável turbidez apresentou relação significante com as demais variáveis.

Biografia do Autor

Aline Aparecida dos Santos, Universidade Estadual Paulista

Programa de Pós-Graduação em Geografia /FCT-UNESP.

João Paulo de Oliveira Pimenta, Universidade Estadual Paulista

Programa de Pós-Graduação em Geografia /FCT-UNESP.

Paulo Cesar Rocha, Universidade Estadual Paulista

Departamento de Geografia /FCT-UNESP.

Referências

BARRETO, M. J. Territorialização das agroindústrias canavieiras no Pontal do Paranapanema e os desdobramentos para o trabalho. Presidente Prudente: Universidade Estadual Paulista/Faculdade de Ciências e Tecnologia, (Dissertação de Mestrado em Geografia), 244f, 2012

BIGARELLA, J. J; SUGUIO, K. Ambiente fluvial. Curitiba, Editora Universidade Federal do Paraná e Associação de Defesa e Educação Ambiental, 1979. 172 p.

BOIN, M. N. Chuvas e erosões no Oeste Paulista: uma análise climatológica aplicada. 2000. 264 f. Tese (Doutorado em Geociências e Meio Ambiente) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

BOTELHO, R. G. M.; SILVA, A. S. da. Bacia Hidrográfica e Qualidade Ambiental. In: VITTE, A. C.; Guerra, A. J. T. Reflexões Sobre a Geografia Física no Brasil. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004. p. 153-192.

CARVALHO, N. O. Hidrossedimentologia Prática. Rio de Janeiro: Interciência, 2008, 599p.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia fluvial. São Paulo: Edgard Blucher, 1981. 296 p.

CUNHA, S. B. da. Geomorfologia fluvial. In: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, B da. Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. 4. ed., Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994. 211-252 p.

DIAS-OLIVEIRA, E. Geometria Hidráulica: algumas considerações teóricas e práticas. Sociedade e Território, v. 24, p. 166-184, 2012.

DURLO, M. A; SUTILI, F. J. Bioengenharia: manejo biotécnico de cursos de água. Porto Alegre: EST edições, 2005. 189 p.

FLORENZANO, T. G. Introdução a Geomorfologia. In: FLORENZANO, T. G. Geomorfologia: conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos, 2008, 12-25 p.

FLORENZANO, T. G. Cartografia. In: FLORENZANO, T. G. Geomorfologia: conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos, 2008, 105-120 p.

FRANCISCO, F. C. de. Análise ambiental e consequências do desmatamento no município de Presidente Prudente no período de 1917 a 1986. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Departamento de Geografia do Instituto de Geociências e Ciências Exatas da Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 1989.

GARDE, R. J. River Morphology. New Delhi: New Age International (P) Ltd, Publishers, 2006. 479 p.

GOLTERMAN, I. L; SLY, P. G; THOMAS, R. L. Study of the relationship between water quality and sediment transport. Paris: UNESCO, 1983. 231 p.

NOVO, E. M. L. de M. Ambientes Fluviais. In: FLORENZANO, T. G. Geomorfologia: conceitos e tecnologias atuais. São Paulo: Oficina de Textos, 2008, 219-246 p.

OLIVEIRA, A. M. S.; BRANNSTROM, C. Fundamentos da história ambiental do Planalto Ocidental do Estado de São Paulo. In: Anais Eletrônicos II Encontro Estadual de História ANPUH-BA. Feira de Santana, 2004.

ROCHA, P. C. Dinâmica Dos Canais No Sistema Rio-Planície Fluvial Do Alto Rio Paraná, Nas Proximidades De Porto Rico-PR. Tese (Doutorado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais) - Universidade Estadual de Maringá, UEM, Paraná, 2002.

ROSS, J. L. S. Análise empírica da fragilidade dos ambientes naturais e antropizados. Revista do Departamento de Geografia. V.8, 1994.

ROSS, J.L.S. & MOROZ, I.C. Mapa Geomorfológico do Estado de São Paulo. São Paulo: Laboratório de Geomorfologia Depto de Geografia FFLCH-USP/Laboratório de Cartografia Geotécnica - Geologia Aplicada - IPT/FAPESP, 1997. 63p.

SILVA, A. M.; SHULTZ, H. E.; CAMARGO, P. B. Erosão e Hidrossedimentologia em Bacias Hidrográficas. São Carlos: RiMa, 2004.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos