Análise paramétrica de protótipos de movimentos de massa na evolução de vertentes

Autores

  • Antonio Carlos Colangelo Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2528

Palavras-chave:

Geomorfossíntese. Geomorfocinemática. Evolução de vertentes. Estabilidade de vertentes

Resumo

A parametrização de variáveis que intervêm nos processos de movimentos de massa apresenta muitas dificuldades. Além do grande número de variáveis envolvidas, elas devem ser avaliadas abaixo da superfície do terreno, nas proximidades de uma superfície teórica denominada “superfície de ruptura potencial” (SRP). Na tentativa de explorar essa complexidade, foram criados o “Emulador de Unidades de Vertentes” e o “Simulador de Estabilidade de Vertentes”, dispositivos que operam de modo integrado, a partir de um conjunto de modelos geomórficos, geotécnicos e hidrológicos a eles incorporados. Com esses dispositivos digitais é possível criar uma infinidade de cenários paramétricos para estudar a estabilidade de encostas em sistemas de vertente sintéticos, a partir de 16 variáveis de entrada. Quando o fator de segurança (Fs) assumir valores abaixo da unidade para uma porção da “superfície de ruptura potencial”, o simulador gera um protótipo de movimento de massa caracterizado por 69 parâmetros de saída.

Biografia do Autor

Antonio Carlos Colangelo, Universidade de São Paulo

Departamento de Geografia/Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.

Referências

ANDERSON, M. G. ; RICHARDS, K. S. (1987) Slope Stability: Geotechnical, Engineering and Geomorphology, John Wiley & Sons, Chichester, 648p

ANDERSON, M. G.; COLLISON, A. J. C.; HARTSHORNE, J.; LLOYD, D. M. (1996) Developments in Slope Hydrology-Stability Modelling for Tropical Slopes. In Advances in Hillslope Processes, Malcolm G. Anderson & Susan M. Brooks eds., vol.2, pp.799-822.

CARSON, M. A. (1975) Thresholds and característic angles of straight slopes. in Mass Wasting, 4th Ghelph symposium on Geomorphology, Ontario.

COLANGELO, A.C. Geomorfossíntese e Geomorfocinemática aplicadas à evolução e estabilidade de vertentes. 2007, 228 f. Tese (Livre Docência) – Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, São Paulo.

COLANGELO, A. C. – 2008 – Relief unity emulator applied to slope stability analysis, Geophysical Research Abstracts, Vol. 10, European Geosciences Union - General Assembly, EGU2008-A-00850, NH4.13-1WE10-005, Oral presentation, Session – Landslides risk assessment methods strategies, Apr. 14th to 19th,Vienna, Austria.

COLANGELO, A. C. – 2009 - Physical and morphological analysis of synthetic mass movements generated by slope stability simulator, 8th IAG International Conference on Geomorphology, Oral presentation, Sessão Hillslopes and Mass Movements - July 6th to 11th, Melbourne, Australia

COLANGELO, A. C. – 2012 - Os Parâmetros de Resistência ao Cisalhamento e a Estabilidade das Encostas no Planalto de Paraibuna e Serra de Caraguatatuba, Revista do Departamento de Geografia – USP, (ISSN 2236-2878 DOI: 10.7154) Volume Especial 30 Anos (2012), p. 112-129.

GEUZE, E.C.W.A. (1963) The uniqueness of the Mohr-Coulomb concept in shear failure. In ASTM Special Technical Publication nº 361, Philadelphia, Pa - USA, pp52-64.

HVORSLEV, J. (1936) Conditions for Failure of Remolded Cohesive Soils, Proc. First Int. Conf. of Soil Mech. And Found. Eng., Cambridge.

TERZAGUI, K.; PECK, R. B. (1967) Soil mechanics in engineering practice. Wiley, New York, 729p.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos