Debate conceitual sobre vulnerabilidade social e suspectibilidade aos riscos

Autores

  • Ítalo Renan Ferreira Girão Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2550

Palavras-chave:

Revisão bibliográfica. Riscos. Sociedade. Meio Ambiente

Resumo

Considerando o conceito de risco e da forma de organização e ocupação do espaço, a situação de vulnerabilidade está posta nas diversas realidades. Condições sociais e econômicas constituem-se como elementos variáveis para determinação das vulnerabilidades sociais, sendo a fragilidade natural um fator que acentua tal condição. Tais elementos variáveis são, portanto, fatores de influencia para maior ou menor condição do estar vulnerável e da susceptibilidade. Propõe-se realizar a revisão bibliográfica dos conceitos inerentes, com vistas à percepção do quanto a interação entre os elementos sociais e ambientais contribuem para determinar a vulnerabilidade socioambiental. Para tanto, apresenta-se várias abordagens e linhas de pensamentos de autores que já exploraram a temática inerente aos riscos, tendo como resultado uma revisão bibliográfica sobre os conceitos que servirão como base para a construção de estudos sobre vulnerabilidade e susceptibilidades. A pesquisa consolida-se como um material útil para ações de planejamento e gestão ambiental do território.

Biografia do Autor

Ítalo Renan Ferreira Girão, Universidade Federal do Ceará

Mestrando em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Departamento de Geografia, Universidade Federal do Ceará - UFC.

Referências

ALMEIDA, L. Q. Por uma ciência dos riscos e vulnerabilidade na Geografia. Revista Mercator, v. 10, n. 23, p. 83-99, set./dez. 2011.

CASTRO, S. D. A. de. Riesgos y Peligros: una visión desde la geografia. Scripta Nova. Revista Electrónica de Geografia y Ciencias Sociales, n. 60. 15 marzo 2000. ISSN 1138-9788

JANCZURA, R. Risco ou vulnerabilidade social? Textos & Contextos (Porto Alegre), v. 11, n. 2, p. 301 - 308, ago./dez. 2012.

CUTTER, A. C. Vulnerability to environmental hazards. Progress in Human Geography, v. 20, n. 4, p. 529-539. 1996.

LICCO, E. A.; SEO, E. S. M. Perigos e riscos naturais: estudo de caso do Jardim Pantanal. Revista Interfacehs. Vol. 8, n. 1, 2013. ISSN 1980-0894.

MENEZES JÚNIOR, E. M.; SILVA, O. G. da. Diferentes percepções para a compreensão do conceito de risco no enfoque ambiental. Revista Casa da Geografia de Sobral. v. 17, n. 2. p. 12-22. Jul. 2015.

NU. NACIONES UNIDAS. (Dpto de Asuntos Humanitarios, DHA). Prevención y mitigación de desastres. New York, UNDRO, 1984, Volumen 10. 145 pp.

SOUZA, L. B. e; ZANELLA, M. E. Percepção de Riscos Ambientais: Teoria e Aplicações. 2ª Ed. Fortaleza: Edições UFC, 2010. 240 p.

VEYRET, Y.; RICHEMOND, N. M. O risco, o risco: Definições e vulnerabilidades do risco. In: VEYRET, Y. (Org.). Os riscos: o homem como agressor e vítima do meio ambiente. Trad. Dilson Ferreira. São Paulo: Contexto, 2007. 23-80.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geografia Física e Desastres Naturais