Metodologia utilizada na elaboração de cartas geotécnicas da aptidão à urbanização frente aos desastres naturais nos estados de Santa Catarina e Paraná

Autores

  • Juan Antonio Altamirano Flores Universidade Federal de Santa Catarina
  • Joel Robert Georges Marcel Pellerin Universidade Federal de Santa Catarina
  • Janete Josina de Abreu Universidade Federal de Santa Catarina
  • Rafael Augusto dos Reis Higashi Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2560

Palavras-chave:

Cartografia geotécnica. Aptidão à urbanização. Deslizamentos. Inundações. Santa Catarina

Resumo

Esta metodologia atende aos objetivos do convênio entre o Ministério das Cidades e a Universidade Federal de Santa Catarina para elaboração de cartas geotécnicas de aptidão a urbanização frente aos desastres naturais. A metodologia inclui diversas etapas com destaque a duas delas, consideradas como principais: a cartografia geológica de detalhe de campo e os ensaios geotécnicos dos alteritos. Na carta geotécnica de aptidão são representadas três zonas: setores de baixa aptidão, média aptidão e alta aptidão à urbanização, considerando atributos do relevo, do substrato geológico e os resultados dos ensaios geotécnicos, que determinam a susceptibilidade aos diversos processos estudados. Desta forma são definidas recomendações para os planos diretores municipais, projetos de urbanização, parcelamento e uso do solo.

Biografia do Autor

Juan Antonio Altamirano Flores, Universidade Federal de Santa Catarina

Prof. Dr. Departamento de Geociências. Universidade Federal de Santa Catarina.

Joel Robert Georges Marcel Pellerin, Universidade Federal de Santa Catarina

Prof. Dr. Departamento de Geociências. Universidade Federal de Santa Catarina.

Janete Josina de Abreu, Universidade Federal de Santa Catarina

Profa. Dra.Departamento de Geociências. Universidade Federal de Santa Catarina.

Rafael Augusto dos Reis Higashi, Universidade Federal de Santa Catarina

Prof. Dr. Departamento de Engenharia Civil. Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

BRASIL. LEI Nº 12.608, DE 10 DE ABRIL DE 2012. Institui a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil – PNPDEC

BRASIL. Ministério das Cidades / Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT. Mapeamento de Riscos em Encostas e Margem de Rios / CARVALHO, C. S.; MACEDO E. S. E OGURA A.T., organizadores – Brasília: Ministério das Cidades; Instituto de Pesquisas Tecnológicas – IPT, 2007. 176p.

DINIZ, N. C.; FREITAS DE, C.G.L.; NETTO, A. L. C.; MORETTI, R.; ZUQUIM, L.; SOUZA DE, N. M.; MACEDO DE, E.S.; ALHEIROS, M. 2012. Cartografia geotécnica. 37p.

FLORES, J.A.A.; PELLERIN, J.R.G.M.; NASCIMENTO, M.S.; PARIZOTO, D.G.V.; NOVOLETTO, V. Movimentos de massa em setores com complexidade geológica no perímetro urbano de Ituporanga, Santa Catarina. In. III CONGRESSO DA SOCIEDADE DE ANALISE DE RISCO LATINO AMERICANA. Anais..., ABGE/IPT, São Paulo, 2016

FLORES, J.A.A.; PELLERIN, J.R.G.M.; TOMAZOLLI, E.R.; ABREU, J.J.; HIGASHI, R.A.R; SANCHEZ, G.M. Cartas geotécnicas de aptidão à urbanização como instrumento de gestão de riscos e prevenção de desastres naturais: exemplo do município de São José. In 15º CONGRESSO BRSILEIRO DE GEOLOGIA DE ENGENHARIA e AMBIENTAL, Bento Gonçalves/RS, out. 2015. Anais, no. 385 CD Rom

MORRISSEY, M. M.; WIECZOREK, G. F.; MORGAN, B. A. A comparative analysis of hazard models for predicting debris flows in Madison County, Virginia. Open-File Report 01-0067, Report USGS, 2001,16p.

UFSC/MINISTERIO DAS CIDADES. Elaboração de cartas de aptidão à urbanização frente aos desastres naturais no município de São José, estado de Santa Catarina. Relatório final. UFSC, Florianópolis, 2016. (Relatório inédito).

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geografia Física e Desastres Naturais