Distribuição granulométrica dos solos e o desenvolvimento dos escorregamentos rasos na Serra do Mar (SP)

Autores

  • Rebeca Durço Coelho Universidade de São Paulo
  • Bianca Carvalho Vieira Universidade de São Paulo
  • Maria Carolina Villaça Gomes Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Tiago Damas Martins Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2565

Palavras-chave:

Bacia do rio guaxinduba. Propriedades físicas dos solos. Caraguatatuba

Resumo

A deflagração dos escorregamentos rasos está relacionada a diversos fatores geológicos, geomorfológicos e pedológicos, dentre estes as propriedades físico-mecânicas do solo. Na Serra do Mar, grande parte das rupturas ocorreram no contato entre o solo residual/solo saprolítico, no qual se encontram diferenças pedológicas significativas. Deste modo, a presente pesquisa teve como objetivo principal identificar a relação entre a distribuição granulométrica dos solos e a ocorrência dos escorregamentos rasos na bacia do Rio Guaxinduba, em Caraguatatuba (SP), área fortemente atingida por escorregamentos durante as intensas chuvas de março de 1967. Para tal, foram executados: a) Sondagens e coletas de amostras em dois pontos: P1 (estável) e P2 (instável); b) Granulometria e c) Aplicação da Relação Silte/Argila. Os resultados mostraram que o P1, devido aos elevados teores de areia, que aumentam progressivamente com a profundidade, não favorece a ocorrência dos escorregamentos, enquanto o P2, com descontinuidades mecânicas/hidrológicas, é mais propenso à sua instabilização durante eventos pluviométricos intensos.

Biografia do Autor

Rebeca Durço Coelho, Universidade de São Paulo

Departamento de Geografia/FFLCH, USP.

Bianca Carvalho Vieira, Universidade de São Paulo

Departamento de Geografia/FFLCH, USP.

Maria Carolina Villaça Gomes, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Departamento de Geociências/ UEPG.

Tiago Damas Martins, Universidade Federal de Pernambuco

Departamento de Ciências Geográficas/ UFPE.

Referências

ALMEIDA, F.F.M. (1964) Fundamentos geológicos do relevo paulista. In: Geologia do Estado de São Paulo, São Paulo – IG/USP: 56-62.

AUGUSTO FILHO, O. (1994) Cartas de risco de escorregamentos: uma proposta metodológica e sua aplicação no município de Ilhabela (SP). São Paulo. Universidade de São Paulo. Dissertação de Mestrado em Engenharia Civil.

CERRI, L.E.S. (1993) Riscos geológicos associados a escorregamentos: uma proposta para a prevenção de acidentes. São Paulo. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tese de Doutorado em Geociências e Meio Ambiente.

COSTA NUNES, A.J. (1969). Landslides in soils of decomposed rock due to intense rainstorms. 7th Int. Confer. On Soil Mech. and Found. Eng. ISSMFE, London, pp. 547–554.

CRUZ, O. (1974) A Serra do Mar e o Litoral na Área de Caraguatatuba – SP. Contribuição à Geomorfologia Litorânea Tropical. Tese de Doutorado. IG – Série Teses e Monografias nº 11. .181pp.

DE PLOEY, J; CRUZ, O. (1979) Landslides in the Serra do Mar, Brazil. Catena, 6:111-122. Doi: 10.1016/0341-8162(79)90001-8.

FERNANDES, N.F; AMARAL, C. P. (1996) Movimentos de Massa: Uma abordagem Geológica- Geomorfológica in: Geomorfologia e Meio ambiente. Rio de Janeiro: 10ª ed. Bertrand do Brasil, 394 pp.

FERREIRA, F. S. (2013). Análise da influência das propriedades físicas do solo na deflagração dos escorregamentos translacionais rasos na Serra do Mar (SP) [online]. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2013a. Dissertação de Mestrado em Geografia Física. [acesso junho de 2014]. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-27032013-092838/>.

GUIDICINI, G.; NIEBLE, C.M. (1984). Estabilidade de Taludes Naturais e de Escavação. São Paulo: 2ª ed. Edgar Blücher, .194p.

HIGHLAND, L.M.; BOBROWSKY, P, (2008). O manual de deslizamento - Um Guia para a compreensão de deslizamentos. Reston, Virginia, U.S. Geological Survey Circular 1325, 129p. [acesso abril de 2014]. Versão em português disponível em: < https://www.gfdrr.org/sites/gfdrr.org/files/publication/Deslizamentos_M5DS.pdf>.

IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo): Indicação preliminar de áreas prioritárias para recomposição da cobertura vegetal na serra do mar na área de Cubatão, Relatório, São Paulo, 1986.

JONES, F.O. (1973) Landslides of Rio de Janeiro and the Serra das Araras Escarpment, Brazil. ,US Geological Survey. Prof. Paper 697. 42 pp.

LACERDA, W.A.(1997) Stability of Natural Slopes Along the Tropical Coast of Brazil In: Proceeding of the International Symposium on Recent Developments in Soil and Pavement Mechanics, M. Almeida, Brookfield, p.17–39.

LOPES, E. S. S. (2006). Modelagem espacial dinâmica aplicada ao estudo de movimentos de massa em uma região da serra do mar paulista, na escala de 1:10.000.. xx, 276 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2006. [Acesso novembro de 2014]. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11449/102962>.

MEIS, M.R.M; Meis MRM, Silva JX. (1968). Considerações geomorfológicas a propósito dos movimentos de massa ocorridos no Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Geografia, 30, 1: p.55-72.

NERY, T. D. (2011). Avaliação da Suscetibilidade a Escorregamentos Translacionais Rasos na Bacia da Ultrafértil, Serra do Mar (SP). [Online]. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo. Dissertação de Mestrado em Geografia Física. [Acesso outubro de 2014]. Disponível

VARGAS JR, E; OLIVEIRA, A.R.B; COSTA FILHO, L.M; CAMPOS, T.P.(1986) A study of the relationship between the stability of slopes in residual soils and rain intensity, International Symposium on Environmental Geotechnology, Envo Publishing, Leigh, USA, 491–500.

VIEIRA, B.C. Previsão de Escorregamentos Translacionais Rasos na Serra do Mar (SP) a partir de Modelos Matemáticos em Bases Físicas. [Online]. Rio de Janeiro. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2007. Tese de Doutorado em Geografia Física [acesso em outubro de 2014]. Disponível em:http://www.ppgg.igeo.ufrj.br/index.php?option=com_content&task=view&id=431&Itemid=49

VIEIRA, B.C.; FERREIRA, F.S.; GOMES, M.C.V. (2015) Propriedades físicas e hidrológicas dos solos e os escorregamentos rasos na Serra do Mar paulista. Ra’ e Ga 34, 269-287.Doi: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v34i0.40739.

WOLLE, C.M; HACHICH, W. (1989). Rain-induced landslides in southeastern Brasil. Proceedings 12th International Conference Soil Mechanics and Foundation Engineering. Rio de Janeiro, Vol. 2: p.989-994.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geografia Física e Desastres Naturais