Radar meteorológico e sua importância na previsão de desastres naturais

Autores

  • Douglas Cristino Leal Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2566

Palavras-chave:

Radar meteorológico. Desastres naturais. Tempestades. Tornados. Geotecnologias

Resumo

Apresenta-se neste artigo o histórico e a importância do uso do radar meteorológico utilizado em diversas áreas, inclusive na Geografia, para a previsão de desastres naturais, principalmente desastres do grupo hidrológico e meteorológico. A soma dos eventos associados a furacões, tornados e vendavais, referente aos desastres naturais ocorridos no mundo, estão vinculados às instabilidades atmosféricas severas. Especificamente, nas Américas a maior parte das ocorrências é caracterizada por tempestades, seguido de inundações, totalizando 71% dos fenômenos registrados. Esses danos mostram a importância do uso dessa preciosa ferramenta, o radar meteorológico, que juntamente com as geotecnologias, obtenção de imagens de satélite e de cartas sinóticas, torna possível conhecer os sistemas atuantes e a origem do fenômeno ocasionado, além dos possíveis danos dentro de sua área de alcance. Esse artigo também conta com uma análise episódica que elucida uma situação de instabilidade atmosférica severa que, sem o radar meteorológico, seria impossível sua análise. 

Biografia do Autor

Douglas Cristino Leal, Universidade Estadual de Campinas

Instituto de Geociências, UNICAMP.

Referências

ANTONIO, M. de A. Técnica de ajuste em tempo real de medida de chuva com radar. Tese (Doutorado). Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho", Botucatu, SP, 1998.

ANTONIO, M. de A.; ANDRADE, J.P.M. Inundações em São Carlos, SP: avaliação de chuvas com radar. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Florianópolis, SC. v. 13, p. 3255-3262, 2007.

ATLAS, D. Radar in Meteorology. Battan Memorial and 40th Anniversary Radar Meteorology Conference. Edited by David Atlas, 2015. American Meteorological Society, Boston, 1990.

BATTAN, L. J. Radar observes the weather Garden City: Doubleday and Co. The Science Study Series. 33, 1962.

BOL. Uma semana após tornado, Taquarituba (SP) calcula prejuízo em R$ 100 milhões. Disponível em: <https://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/brasil/2013/09/30/uma-semana-apos-tornado-taquarituba-sp-calcula-prejuizo-em-r-100-milhoes.htm>. Acesso em 14 de março de 2017.

BUNDERI, R. The Invention That Changed the World: How a Small Group of Radar Pioneers Won the Second World War and Launched a Technological Revolution. 1230 Avenue of the Americas, New York, New York: Touchstone Books, 1997.

CANDIDO, D.H. Tornados e Trombas d’água no Brasil: desenvolvimento de um modelo e proposta de escala de avaliação de danos. 2012. 230 f. Tese (Doutorado em Geociências) – Universidade Estadual de Campinas. 2012.

EM-DAT - Emergency Events Database. Disponível em: <http://www.emdat.be/>. Acesso em: 14 de março de 2017.

FOLHA, São Paulo de. Tornado deixa centro de Taquarituba destruído; prefeito decreta calamidade. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/09/1346124-tornado-deixa-centro-de-taquarituba-destruido-prefeito-decreta-calamidade.shtml>. Acesso em: 14 de março de 2017.

GOMES, A. M. Tópicos em Meteorologia com Radar. Nota Técnica IPMet, 1993.

HELD G, GOMES AM e CALHEIROS RV. O Instituto de Pesquisas Meteorológicas (IPMet): Serviços para a Sociedade no Estado de São Paulo. Boletim da SBMET, 32, n.1, 27-33, 2008. Disponível em: <http://www.sbmet.org.br/portal2011/publisher/uploads/publicacoes/3_2008___Volume_32_No_1.pdf>. Acesso em: 13 de março de 2017.

HELD G, GOMES JL e GOMES AM. Radar observations of a tornado-spawning storm complex in Southeast Brazil and Meso-Eta forecasts of this extreme event. Geophysical Research Abstracts, Volume 16, EGU General Assembly 2014, Vienna, Austria, 27 April – 02 May 2014. Disponível em: <http://meetingorganizer.copernicus.org/EGU2014/EGU2014-11437.pdf>. Acesso em: 10 de março de 2017.

HELD G, GOMES JL, GOMES AM e NACCARATO KP. Observações de radar, descargas elétricas e previsões do modelo Meso-Eta para um complexo de tempestade gerando um tornado no Sudeste do Brasil. Proceedings, XVIII Congresso Brasileiro de Meteorologia, Recife, PE, 03-06 de novembro de 2014, SBMET, 2pp. Disponível em: <http://registro-cbmet2014.inteligenciaemeventos.com.br/anais>. Acesso em 12 de março de 2017.

INPE. Projeto SOS CHUVA. Disponível em <http://soschuva.cptec.inpe.br/soschuva/projeto.html>. Acesso em 14 de março de 2017.

KRAUSE, U. M. M. The Invention That Changed the World: How a Small Group of Radar Pioneers Won the Second World War and Launched a Technological Revolution. Original: abril de 2000. Disponível em: <http://www.airpower.maxwell.af.mil/airchronicles/bookrev/buderi.html>. Acesso em: 14 de março de 2017.

RMC, Portal da. Cepagri da Unicamp em Campinas recebe novo Radar Meteorológico que conseguirá prever alterações climáticas nas cidades da região de Campinas. Disponível em <http://www.portaldarmc.com.br/noticias-da-regiao/2016/08/cepagri-da-unicamp-em-campinas-recebe-novo-radar-meteorologico-que-conseguira-prever-alteracoes-climaticas-nas-cidades-da-regiao-de-campinas/>. Acesso em 13 de março de 2017.

REDEMET. Produtos do Radar. Disponível em: <http://www.redemet.aer.mil.br/>. Acesso em 14 de março de 2017.

RINEHART, R. E. Radar for Meteorologists. Nevada, MO, USA: Rinehart Publications, 2004.

TOBIN, G. A & MONTZ, B. E. Natural hazards: explanation and integration. New York: The Guilford Press, 1997.

SAISP. Sistema de Alerta a Inundações de São Paulo. Disponível em: <http://www.saisp.br/site/radar1.htm>. Acesso em: 10 de março de 2017.

STORM-T. Sensoriamento Remoto Meteorológico de Tempestades. Disponível em: <http://storm-t.iag.usp.br/home/>. Acesso em 11 de março de 2017.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geografia Física e Desastres Naturais