Geoestatística aplicada à análise da incerteza espacial associada à precipitações intensas

Autores

  • Andrea Koga Vicente Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas a Agricultura/Faculdade de Engenharia Agrícola, UNICAMP
  • Armando Zaupa Remacre Departamento de Geologia e Recursos Naturais/Instituto de Geociências, UNICAMP
  • Moacir Cornetti Departamento de Geologia e Recursos Naturais /Instituto de Geociências, UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2570

Palavras-chave:

Evento extremo de precipitação. Incerteza espacial. Simulação estocástica. Geoestatística. Cenários

Resumo

A análise das incertezas inerentes à espacialização de precipitações intensas é uma informação fundamental para embasar avaliações de risco e tomadas de decisão para prevenção de impactos associados. Com intuito de contribuir para o tema, neste trabalho a simulação estocástica é empregada para a análise das incertezas de um evento pluvial intenso ocorrido na Região Metropolitana de Campinas. Mapas de desvio padrão e de áreas de probabilidade de ocorrência de chuvas a partir de 80mm/24h foram gerados a com base na simulação de 200 cenários equiprováveis, fornecendo ferramentas para a análise de áreas com maior probabilidade de chuvas intensas em condições análogas.

Biografia do Autor

Andrea Koga Vicente, Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas a Agricultura/Faculdade de Engenharia Agrícola, UNICAMP

Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas a Agricultura/Faculdade de Engenharia Agrícola, UNICAMP

Armando Zaupa Remacre, Departamento de Geologia e Recursos Naturais/Instituto de Geociências, UNICAMP

Departamento de Geologia e Recursos Naturais/Instituto de Geociências, UNICAMP

Moacir Cornetti, Departamento de Geologia e Recursos Naturais /Instituto de Geociências, UNICAMP

Departamento de Geologia e Recursos Naturais/Instituto de Geociências, UNICAMP

Referências

ARAKI, R. Vulnerabilidade associada a precipitação e fatores antropogênicos na cidade do (São Paulo-Brazil): período de 1965 a 2001. 2007. (Mestrado em Geografia), Instituto de Geociências, Universidade de Campinas, Campinas/SP.

BABISH, G. Geostatistics without tears: a pratical guide to Surface interpolation, Geostatistics, variograms and Kriging. Saskatchewan/Canadá: Ecological Research. 2006. 116p.

CASTELLANO, M.S. Alagamentos em Campinas (SP) entre 1958 e 2007: tendências socioespaciais e ações governamentais. 2010 (Mestrado em Geografia), Instituto de Geociências, Universidade de Campinas, Campinas/SP.

EM-DAT: The OFDA/CRED International Disaster Database (2010). Disponível em: < www.emdat.be - Université catholique de Louvain - Brussels – Belgium.

GOOVAERTS, P. Geostatistics for natural resources evaluation. New York; Oxford: Oxford University, 1997. 483p.

GUHA-SAPIR, D.; VOS, F.; BELOW, R; PONSERRE, S. Annual Disaster Statistical Review 2010: The Numbers and Trends. Brussels: CRED; 2011.

HELTON, J.C.; BURMASTER, D.E. Guest editorial: treatment of aleatory and epistemic uncertainty in performance assessments for complex systems. Reliability Engineering & System Safety. Vol. 54, N. 2-3, pp. 91-262, 1996.

JOURNEL, A.G.; HUIJBREGTS, C.J. Mining geostatistics. London, New York: Academic Press. 1978, 600p.

LAVE, L.B.; APT, J. Planning for natural disasters in a stochastic world. Journal of Risk and uncertainty, v.33, p.117-130, 2006.

MORGAN, M.G.; HENRION, M. Uncertainty: A Guide to Dealing with Uncertainty in Quantitative Risk and Policy. Cambridge: Cambridge University Press. 1990. 330 p.

REMACRE, A.Z.; SACANI, S.S. Simulações Estocásticas. Notas de aula. 2005.

VICENTE, A. K. Eventos extremos de precipitação na Região Metropolitana de Campinas. 2005. Dissertação (Mestrado em Geografia), Instituto de Geociências, Universidade de Campinas, Campinas/SP.

ZANELLA, M. E.; SALES, M.C.L.; ABREU, N.J.A. Análise das precipitações diárias intensas e impactos gerados em Fortaleza, CE. GEOUSP (USP), v. 25, p. 53-68, 2009.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades