Interações morfo-bio-climática em trechos do Parque Nacional da Serra do Cipó: aspectos preliminares

Autores

  • Antoniel Silva Fernandes Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológias - FACET, Centro Universitário Newton Paiva
  • Carolina Dias de Oliveira Departamento de Geografia e História (DGH), CEFET-MG
  • Wellington Lopes Assis Departamento de Geografia (IGC) / Instituto de Geociências (IGC), UFMG,
  • Carlos Henrique Jardim Departamento de Geografia / Instituto de Geociências (IGC), UFMG

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2582

Palavras-chave:

Climatologia Geográfica. Serra do Cipó. Análise Geossistêmica

Resumo

Este trabalho pesquisou o comportamento das variáveis climatológicas de trechos do Parque Nacional da Serra do Cipó, em específico na confluência das sub-bacias dos Rios Bocaina e Mascates que originam o Rio Cipó, no município de Santana do Riacho/MG. A análise apoiou-se no enfoque da Climatologia Geográfica, associado à análise sistêmica e ritmo climático (MONTEIRO, 1971). Constatou-se a importância e a atuação de alguns elementos e fatores reguladores e controladores das condições climáticas que afetam o clima em microescala que, todavia, sofrem influência do clima regional, mostrando a integração entre o sistema superfície-atmosfera, dentro da qual se configura a ação humana capaz introduzir modificações na paisagem e comprometer a biota local.

Biografia do Autor

Antoniel Silva Fernandes, Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológias - FACET, Centro Universitário Newton Paiva

Faculdade de Ciências Exatas e Tecnológias - FACET, Centro Universitário Newton Paiva

Carolina Dias de Oliveira, Departamento de Geografia e História (DGH), CEFET-MG

Departamento de Geografia e História (DGH), CEFET-MG

Wellington Lopes Assis, Departamento de Geografia (IGC) / Instituto de Geociências (IGC), UFMG,

Departamento de Geografia (IGC) / Instituto de Geociências (IGC), UFMG

Carlos Henrique Jardim, Departamento de Geografia / Instituto de Geociências (IGC), UFMG

Departamento de Geografia / Instituto de Geociências (IGC), UFMG

Referências

BRASIL. Decreto Federal nº 90.223, de 25 de setembro de 1984. Cria, no Estado de Minas Gerais, o Parque Nacional da Serra do Cipó e dá outras providências. Diário Oficial da União - Seção 1, 26 set. 1984.

CPTEC. Disponível em: <http://satelite.cptec.inpe.br/acervo/goes.formulario.logic>. Acesso em: 30 maio 2016.

GONTIJO, B. M. Uma geografia para a Cadeia do Espinhaço. Belo Horizonte: Megadiversidade, v. 4, n. 1-2, p.7-15, dez. 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE. Carta topográfica: Baldim. Rio de Janeiro: IBGE, 1975. Não paginado. Escala 1: 100.000. Folha: SE.23-Z-C-III.

INSTITUTO NACIONAL DE METEOROLOGIA – INMET. Normais Climatológicas do Brasil 1961-1990 / RAMOS, A. M.; SANTOS, L. A. R.; FORTES, L. T. G (Org.). Brasília: INMET, 2009. 465p.

JESUS, E. F. R. Algumas reflexões teórico-conceituais na climatologia geográfica em mesoescala: uma proposta de investigação. Salvador: UFBA – GeoTextos, v.4, n.1 e 2, p.65-187, 2008.

MARINHA DO BRASIL. Disponível em: <https://www.mar.mil.br/dhn/chm/meteo/prev/cartas/cartas.htm>. Acesso em: 30 maio 2016.

MONTEIRO, C. A. F. Análise rítmica em Climatologia. Problemas da atualidade climática em São Paulo e achegas para um programa de trabalho. São Paulo: Climatologia, n. 1, 1971. p.1-21.

SORRE, M. Objeto e Método da Climatologia. Revista do Departamento de Geografia. São Paulo: FFLCH/USP, v.18, p.89-94. 2006. Tradução de José Bueno Conti.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades