A importância dos “lajedos” na paisagem geomorfológica do Cariri Paraibano

Autores

  • Nadson Ricardo Leite de Souza Aluno de iniciação científica, Departamento de Geografia/Centro de Educação, Universidade Estadual da Paraíba
  • Rafael Albuquerque Xavier Professor do Departamento de Geografia/Centro de Educação, Universidade Estadual da Paraíba,

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2585

Palavras-chave:

Lajedos. Cariri Paraibano. Limites de intemperismo. Limites de transporte

Resumo

Na paisagem geomorfológica do Cariri Paraibano é marcante a presença de extensos lajedos. Na área onde ocorre o Plutão Bravo, grande batólito granítico, existem diversos lajedos com grandes atrativos geológicos e turísticos. Neste estudo, pretende-se discutir o significado dos lajedos na paisagem geomorfológica do Cariri Paraibano. Para tanto, foram considerados os conceitos de “limites de intemperismo” e “limites de transporte” de Gilbert (1877). Os resultados mostraram a predominância da estabilidade geológica e geomorfológica da área de estudo. Rochas resistentes ao intemperismo e o relevo suave marcam a paisagem. O regime pluviométrico não favorece a atuação da pedogênese, e a ocorrência de chuvas concentradas promove a aceleração dos processos erosivos superficiais que, em alguns casos, remove todo o manto de intemperismo, formando os lajedos rochosos.

Biografia do Autor

Nadson Ricardo Leite de Souza, Aluno de iniciação científica, Departamento de Geografia/Centro de Educação, Universidade Estadual da Paraíba

Aluno de iniciação científica, Departamento de Geografia/Centro de Educação, Universidade Estadual da Paraíba

Rafael Albuquerque Xavier, Professor do Departamento de Geografia/Centro de Educação, Universidade Estadual da Paraíba,

Professor do Departamento de Geografia/Centro de Educação, Universidade Estadual da Paraíba,

Referências

CPRM – SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL. Carta geológica folha SB.24-Z-D-III Boqueirão. Escala 1:100.000, 2012.

GILBERT, G. K. 1877. Report on the geology of Henry mountains. U.S. Geog. & Geol. Survey of the Rocky Mountain Region. Department of the Interior. Washington. 151p.

LAGES, G. de A.; MARINHO, M. de S.; NASCIMENTO, M. A. L. do; MEDEIROS, V. C. de; DANTAS, E. L. &

FIALHO, D. Mar de Bolas do Lajedo do Pai Mateus, Cabaceiras, PB: Campo de matacões graníticos gigantes e registros rupestres de civilização pré-colombiana. Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil. In: Winge,M.; Schobbenhaus,C.; Souza,C.R.G.; Fernandes,A.C.S.; Xavier et al., REGNE, Vol.2, Nº Especial (2016) 303 Berbert-Born,M.; Sallun filho,W.; Queiroz,E.T.; (Edit.) Sítios Geológicos e Paleontológicos do Brasil, 2013.

TURKINGTON, A. V., Phillips, J. D., Campbell, S. W.. Weathering and landscape evolution. Geomorphology 67, 2005,1-6.

XAVIER, R.A.; MACIEL, J.S. & SILVA, V.M.A. Vulnerabilidade geológica-geomorfológica da folha Boqueirão, Paraíba. REGNE, Vol.2, Nº Especial (2016), 294-303.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Sistemas Geomorfológicos: Estrutura, Dinâmicas e Processos