A VALORIZAÇÃO DOS SABERES DOCENTES NA CONSTRUÇÃO DO ALMANAQUE DE ESPAÇOS NÃO FORMAIS DE ENSINO DA REGIÃO METROPOLITANA DE RIBEIRÃO PRETO

  • Lucas Augusto Rosa
  • Caroline Vieira de Souza
  • Francislaine Soledade Carniel
  • Thais Angela Cavalheiro de Azevedo
Palavras-chave: almanaque; saberes docentes; localidade.

Resumo

Cientes de que os professores, a partir de suas próprias práticas, estruturam, ressignificam e orientam seus trabalhos, o GRUPO de estudos da localidade – ELO do Laboratório interdisciplinar de formação de educadores – LAIFE da USP campus Ribeirão Preto - SP, em parceria com professores e alunos de diversos segmentos do ensino, construiu o Almanaque de espaços não formais de ensino da região metropolitana de Ribeirão Preto - SP. O objetivo de referida iniciativa, foi reunir práticas e experiências dos docentes e alunos envolvidos para a proposição de atividades norteadoras que possibilitam um olhar analítico dos espaços geográficos dos municípios da região metropolitana de Ribeirão Preto - SP. O processo de elaboração do almanaque foi organizado em etapas que envolveram reuniões de planejamento e pesquisa sobre possíveis espaços não formais de ensino, visitas aos espaços não formais de ensino, avaliação dos espaços visitados para composição do almanaque, reuniões para elaboração das propostas de atividades, descrição dos espaços e das atividades em grupos de professores e posterior reunião para revisão e validação dos materiais elaborados. Ao longo desse processo, pudemos perceber que em diversos momentos. A mobilização dos saberes docentes oriundos da formação profissional, da experiência, e dos conhecimentos disciplinares, construídos ao longo exercício da docência dos educadores envolvidos aflorou por meio de debates. Tais saberes se revelaram, também, na elaboração das atividades ou relatos de práticas já realizadas nos espaços não formais de ensino ou locais análogos aos mesmos. Como produto final, obtivemos um compilado que reúne espaços não formais de ensino com sugestões de atividades, descrições, contatos, iconografia e referências bibliográficas para aprofundamento histórico e geográfico de cada espaço. As atividades descritas no almanaque se configuram como uma reunião de diferentes saberes desenvolvidos por meio da prática de um coletivo de docentes da mais variada atuação e por isso, reflete a riqueza que professores podem nos ofertar ao compartilhar os relatos de suas jornadas nos processos de ensino e aprendizagem, quer seja nas salas de aula ou fora dos muros da escola. 

Publicado
2019-12-05
Edição
Seção
Saberes docentes e a produção do conhecimento da Geografia Escolar