ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GEOGRAFIA: EXPERIÊNCIAS FORMATIVAS EM ZONAS DE FRONTEIRAS

  • Claudia Moreira de Sousa Pires
Palavras-chave: Formação docente. Ensino de Geografia. Entrevistas Narrativas.

Resumo

O relato de experiência aqui analisado se propõe a refletir a formação docente na licenciatura em Geografia, UNEB/Campus V, a partir das narrativas de formação dos licenciandos sobre as experiências durante os estágios. O objetivo dessa pesquisa é refletir como os estágios III e IV propiciam experiências e aprendizagens a partir da vivência no espaço da escola. Para isso, se propõe a investigar a partir das entrevistas narrativas quais as dificuldades enfrentadas nesse tempo-espaço formativo e quais as aprendizagens desenvolvidas pelos estagiários. A importância das reflexões empreendidas nesse trabalho está em descobrir como os estágios possibilitam a formação/construção da identidade docente nas “zonas de fronteiras”. O referencial teórico que norteará essa construção textual será estágio supervisionado, ensino de geografia e entrevistas narrativas. O caminho para se realizar a referida pesquisa foi delineado a partir dos pressupostos teórico-metodológicos da abordagem autobiográfica, cuja única fonte de recolha de dados foi a entrevista narrativas com dois professores em formação inicial. As reflexões desenvolvidas ao longo desta escrita apontam caminhos para se pensar a importância das narrativas enquanto instrumento teóricometodológico que oportuniza pensar o processo formativo, refletindo na importância dos estágios e os elementos que ao longo dessa caminhada foram desafiadores, bem como as conquistas obtidas nesse espaço-tempo formativo.

Publicado
2019-12-05
Edição
Seção
Fundamentos teórico-metodológicos no Ensino de Geografia