GEOGRAFIA E MOVIMENTOS SOCIAIS: UMA ANÁLISE DA PROPOSTA CURRICULAR DO ESTADO DE SÃO PAULO E DA NOVA BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR

  • William Fernando Camilo Queiroz
Palavras-chave: Espaço, Movimento Social, Geografia do Trabalho

Resumo

Com nossa pesquisa de mestrado pretenderemos estabelecer e ampliar a discussão a respeito da Geografia e dos Movimentos sociais na escola, por uma análise dos documentos oficiais do sistema de ensino (Parâmetro Curricular Nacional, Currículo, Livro Didático e a Nova Base Nacional Comum Curricular) fazendo uma relação com as ocupações das escolas paulistas no ano de 2015. No entanto, por estar em fase de preparação, o texto que hora apresentamos aborda apenas a Proposta Curricular do Estado de São Paulo e da Nova Base Nacional Comum Curricular, com referência aos movimentos sociais. Portanto, dessa forma, buscamos compreender a relação entre teoria e prática formada nesta conjuntura. No momento atual, do sistema capitalista, de aprofundamento da ofensiva do capital sobre o trabalho nas relações sociais de produção, expressa pela depreciação das condições de trabalho, aumento acentuado da miséria em uma grande parte da população e seu permanente estado de barbárie social, faz-se necessário, não somente entender, e, interpretar a consciência social sintetizada nesse cenário, mas essencialmente, buscar compreender a práxis no ensino de geografia.

Publicado
2019-12-06
Edição
Seção
Conceitos e conteúdos no Ensino de Geografia