CONTEÚDOS GEOGRÁFICOS NAS ESCALAS LOCAL/REGIONAL, NO CONTEXTO DO EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO (ENEM)

  • Karla Annyelly Teixeira de Oliveira
  • Kamila Santos de Paula Rabelo
  • Lana de Souza Cavalcanti
Palavras-chave: Relação cidade/campo, material didático, experimentação didática

Resumo

No contexto brasileiro, o Ensino Médio tem passado por significativas mudanças, ressalta-se no âmbito curricular a aproximação com a matriz de referência do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste contexto, faz-se pertinente o questionamento: Como o ensino da Geografia é impactado pelas mudanças em curso? A Geografia, pelo menos por enquanto, segue tendo um lugar e uma importância no currículo escolar para promover, sistematicamente, condições indispensáveis para o desenvolvimento da autonomia e da cidadania dos alunos. Se a Geografia nesse nível de ensino tem o papel de construir competências e habilidades que permitam ao aluno a análise do real, revelando as causas e os efeitos, a intensidade e a heterogeneidade dos fenômenos nos diferentes contextos espaciais, então, os contextos local/regional tornam-se uma referência importante na abordagem dos conteúdos geográficos em sala de aula. Como o Enem é pensado para atender a um contexto nacional? Há uma preocupação com relação ao tratamento dos conteúdos geográficos nas escalas local/regional, que podem perder espaço frente a um currículo nacional que não contempla essas escalas de análise? O objetivo é analisar as políticas educacionais vigentes que orientam o Ensino Médio, entre elas, a matriz de referência do Enem, tendo em vista as possibilidades de abordar em sala de aula os conteúdos geográficos na escala local/regional. A metodologia utilizada é a abordagem qualitativa, fundamentada na pesquisa-ação colaborativa, tendo como etapas de trabalho: análise dos documentos oficiais que regem o Ensino Médio; constituição do grupo focal; pesquisa bibliográfica para elaboração de material didático; e a elaboração de materiais didáticos. Da análise de documentos, ressaltamse aquelas feitas em relação às provas do Enem no período de 2011 a 2015, que possibilitaram reconhecer: as questões da prova que tinham conteúdos predominantes de Geografia; a interdisciplinaridade da Geografia com outras disciplinas; as temáticas geográficas presentes nas questões; as competências e habilidades de cada questão de Geografia. Da realização do grupo focal e da aplicação de questionários com professores de Geografia do Ensino Médio ressalta-se como resultados a indicação de falta de material didático geográfico nas escalas locais/regionais bem como a indicação de produção de material didático sobre o tema da relação cidade/campo no estado de Goiás. Como produto da pesquisa tem-se um fascículo didático que tem a intenção de possibilitar a formação do pensamento conceitual geográfico pautado nos elementos locais/regionais. 

Publicado
2019-12-06
Edição
Seção
Conceitos e conteúdos no Ensino de Geografia