O CONCEITO DE ESPAÇO GEOGRÁFICO NA TRAJETÓRIA DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO: NOTAS PARA DISCUSSÃO

  • Maria Pereira da Silva Xavier
  • Armstrong Miranda Evangelista
Palavras-chave: Sistemas de objetos, Sistemas de ações, Nova espacialidade

Resumo

Esse artigo é parte de uma pesquisa desenvolvida como requisito para aquisição do grau de mestre no Programa de Pós-Graduação de Geografia da Universidade Federal do Piauí, na linha de pesquisa o Ensino de Geografia e área de concentração a Educação Geográfica. Tendo como objetivo central analisar a concepção de espaço geográfico do professor de Geografia do ensino médio da rede estadual de ensino atuante no município de Teresina/PI. A metodologia adotada nessa parte, foi a pesquisa bibliográfica, tendo como principal suporte teórico a obra de Milton Santos. Este geógrafo se destacou pela busca do entendimento do objeto de estudo da geografia, numa fértil produção teórica que apresentou considerações importantes sobre espaço geográfico, contribuindo para que esse conceito, dinâmico e complexo pudesse ser mais bem compreendido. Buscamos apoio também nas obras de Corrêa (2006) e Sposito (2004), autores que se aprofundaram na literatura produzida acerca dos conceitos geográficos. Dentre estes, os conceitos trabalhados por Santos (1997), tornando-os mais acessíveis, além de apresentarem suas próprias concepções destes conceitos. Por fim, evidenciamos a proposta de Massey (2008), que expõe um novo conceito de espacialidade, expondo outros potenciais e possibilidades do espaço, para além do que está posto. A visita a algumas obras desses autores nos leva a inferir que esse debate precisa ser fortalecido entre os professores da educação básica, como condição para uma atuação capaz de contribuir efetivamente na formação de cidadãos e cidadãs conscientes do seu papel no permanente processo de construção do espaço geográfico.

Publicado
2019-12-06
Edição
Seção
Conceitos e conteúdos no Ensino de Geografia