DESIGUALDADES, DIFERENÇAS E INTERDIÇÕES: IMPLICAÇÕES DO COMPARTILHAMENTO DE ESPAÇOS ENTRE ESCOLAS PÚBLICA E PRIVADANO INTERIOR DO PARANÁ

  • Pablo Jonathan Prado
  • Daniel Luiz Stefenon
Palavras-chave: Escolas, Exclusão, Origem.

Resumo

O presente trabalho consiste em um relato de um estudo de caso que objetivou compreender possíveis diferenças e desigualdades entre duas instituições de educação básica, partindo de um recorte especifico, no qual uma escola pública e um colégio particular ocupam o mesmo espaço físico, numa cidade do interior paranaense. A partir disto, busca-se compreender o fenômeno investigado desde a focalização da relação entre a origem socioespacial dos estudantes e o conjunto de experiências educativas ofertadas pelas instituições em que estão matriculados. Percebe-se na realidade investigada uma dificuldade de integração entre os sujeitos das diferentes escolas, o que parece ser um reflexo das representações partilhadas acerca de suas diferentes origens socioespaciais. Por meio de entrevistas semiestruturadas e grupos focais, concluiu-se que a distinção das origens e das matrículas dos estudantes gera uma série de problemas a serem enfrentados, os quais são produzidos, especialmente, pela interdição de uso de determinados espaços e pelas especificidades de tratamento dispensadas aos alunos em diferentes situações vivenciadas no cotidiano escolar, produzindo uma territorialidade de exclusão na escola.

Publicado
2019-12-06
Edição
Seção
Multiculturalidade, diferenças e identidades no Ensino de Geografia