O PENSAMENTO GEOGRÁFICO COMO UM MEIO DE DESNATURALIZAR O PRECONCEITO: UMA ANÁLISE DA PRODUÇÃO DA JUSTIÇA SOCIAL CONTRA O RACISMO A PARTIR DO CONHECIMENTO GEOGRAFICO

  • Lucas Farias Araújo
  • Eder Marques Paiva
  • Lucas Bussi Ferreira do Sacramento
Palavras-chave: Geografia. Desnaturalização. Racismo. Justiça.

Resumo

O presente artigo propõe a discursão da desnaturalização do preconceito étnico-racial por meio do pensamento geográfico. Assim, também, ponderar práticas educacionais atreladas as especificidades do objeto científico, se fundamentando na linha epistemológica da Geografia para com ela, combater o racismo com a finalidade de alcançar uma reflexão crítica da realidade, educação libertadora e a construção da cidadania. Destarte, se utilizando de metodologias dedutivas e referencial teórico para fundamentar a pesquisa. Inferindo assim, respostas para a problemática em questão, a exemplo de consciência étnico racial, reflexão crítica do espaço e transformação social.

Publicado
2019-12-06
Edição
Seção
Multiculturalidade, diferenças e identidades no Ensino de Geografia