A ABORDAGEM DA CARTOGRAFIA E O DESENVOLVIMENTO DAS PERCEPÇÕES ESPACIAIS NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

  • Lara Marques da Silva
Palavras-chave: linguagem cartográfica, espacialidade, representações

Resumo

À Geografia Escolar cabe o papel não somente de formar sujeitos críticos e de postura reflexiva diante a realidade em que vivem, mas também de dar a dimensão e a possibilidade de um raciocínio espacial para compreender o mundo em sua multiplicidade de sentidos. Faz-se importante, portanto, que a prática docente proporcione a construção de habilidades junto ao aluno a fim de que se haja um alcance do que propõe a educação geográfica. Neste sentido, a Cartografia revela sua essencialidade no processo de ensino/aprendizagem como linguagem, possibilitando por meio de diversos tipos de representação a expressão visual da espacialidade. A pesquisa, que se constitui como resultado preliminar do Programa de Iniciação Científica da Universidade de Brasília, objetiva fazer uma análise sobre a abordagem da Cartografia nos anos finais do Ensino Fundamental e o desenvolvimento das percepções espaciais, por meio da análise de desenhos elaborados por alunos, destacando o papel da linguagem cartográfica nesse processo.

Publicado
2019-12-09
Edição
Seção
Linguagens cartográficas no Ensino de Geografia