O LIVRO DIDÁTICO DE GEOGRAFIA DO ENSINO MÉDIO: UM OLHAR PARA A LINGUAGEM CARTOGRÁFICA

  • Denis Richter
Palavras-chave: Ensino de Geografia; Cartografia Escolar; Livro Didático; PNLD

Resumo

Este artigo origina-se de uma pesquisa em desenvolvimento realizada no âmbito do Programa de Bolsas de Iniciação a Docência (PROLICEN) no curso de Geografia/Licenciatura da Universidade Federal de Goiás (UFG). Esta investigação tem como meta analisar a linguagem cartográfica presente nos livros didáticos de Geografia para o Ensino Médio aprovados no Plano Nacional do Livro Didático (PNLD) de 2018, na perspectiva de compreender a utilização desta linguagem cartográfica nos livros. O desenvolvimento desse estudo encontrase atrelado a metodologia qualitativa, tendo como técnica de pesquisa a análise documental. Para isso foram selecionadas seis coleções de livros didáticos de Geografia do Ensino Médio que serviram de base para o trabalho de identificação e categorização dos diferentes tipos de mapas, bem como o reconhecimento da perspectiva dessas linguagens em relação a duas propostas da Cartografia Escolar, a saber: Simielli (1999) e Duarte (2016). Contudo, os dados que apresentados neste texto são provenientes da análise de duas coleções, que totalizam seis livros, e que permitiram indicar algumas situações preocupantes em relação a presença do mapa nesses materiais. Como resultados preliminares foi observado que os mapas não encontram-se bem distribuídos nos livros de cada coleção, além de que a comunicação cartográfica proposta está fortemente centrada na perspectiva de leituras mais básicas e elementares do mapa.

Publicado
2019-12-09
Edição
Seção
Linguagens cartográficas no Ensino de Geografia