LITERATURA COMO PROPOSTA DIDÁTICA PARA O ENSINO DE GEOGRAFIA

  • Gustavo Gabriel Garcia
Palavras-chave: Cultura; Aprendizagem; Narrativa

Resumo

O presente artigo busca aborda a importância da literatura no ensino de geografia, e como ela pode auxiliar no processo ensino-aprendizagem, de forma interdisciplinar, permitindo ao aluno desenvolver seu campo de saberes de forma efetiva, cooperando para aprendizagem integral e reflexiva dos conteúdos geográficos. No decorrer do artigo é feito uma breve reflexão sobre geografia e literatura e uma análise do romance “Vidas Secas” de Graciliano Ramos, publicado pela primeira vez em 1938, pela Editora José Olympio. Esta obra possibilita desenvolver uma gama ampla de conteúdos geográficos na área do ensino, com base nos conteúdos estruturantes do ensino de geografia. O artigo foi elaborado mediante levantamentos bibliográficos, através de leituras de artigos e livros que contribuíram para reflexão. Dessa forma o artigo busca contribuir para o avanço do ensino de geografia, superando as velhas praticas conteudistas e de memorização, que por muito tempo permeou o ensino tradicional.

Publicado
2019-12-10
Edição
Seção
Múltiplas linguagens no Ensino de Geografia