USO DE GEOTECNOLOGIAS NA FORMAÇÃO DOCENTE: ANÁLISE DO CURRÍCULO DE LICENCIATURA EM GEOGRAFIA

  • Mariana Lima Loterio
Palavras-chave: Geotecnologias, Formação docente, Cartografia

Resumo

Vivemos em um mundo em constantes transformações políticas, sociais, econômicas e também, tecnológicas. Atualmente, vivemos um período chamado por estudiosos de mass media, na qual a sociedade se encontra sofrendo profundas modificações, é o período da comunicação generalizada. Nesse momento de grandes mudanças, figuram juntos, a realidade do mundo em transformação e dos antigos paradigmas da sociedade, sendo que, uma das formas de se perceber essas mudanças, é por meio da comunicação e da informação. Surge um novo espaçotempo que traz como consequência, um homem desterritorializado, que possui certa liberdade até então inalcançável e que se conecta a partir das tecnologias de comunicação e os sistemas de informação, criando um espaço dividido entre o material e o virtual. A aprendizagem ubíqua, nesse contexto, traz um novo momento para os processos educacionais já que permite uma mobilidade significativa, inaugurando um aprendizado aberto. Concomitantemente, ferramentas como as de edição comunitária e simultânea, são fatores essenciais dessa nova aprendizagem. Nesse contexto, este projeto pretende trabalhar no quesito da formação docente na Universidade Estadual de Campinas, analisando o currículo de licenciatura, vinculado a análise e uso das geotecnologias na formação inicial e como elas refletem o posterior uso e acesso a estas nos ambientes escolares buscando indicar possíveis potencialidades para se pensar o uso das geotecnologias, assim como da cartografia, de modo geral, como linguagem e não apenas como conteúdo, buscando assim, novas potencialidades para se pensar o ensino de geografia a partir das geotecnologias.

Publicado
2019-12-11
Edição
Seção
Tecnologias digitais no Ensino de Geografia