ENSINO DE GEOGRAFIA PARA ALUNOS SURDOS: METODOLOGIAS APLICADAS EM SALA DE AULA

  • Maria do Socorro Barbosa Almeida dos Santos
  • Marcela Vitória de Vasconcelos
Palavras-chave: Libras, Inclusão, Ensino-aprendizagem

Resumo

A geografia, como ciência que estuda o espaço geográfico de forma sistémica e possui arcabouço teórico que abrange desde aspectos culturais, sociais, econômicos, geopolíticos e educacionais são de grande relevância para todos os alunos que ingressam na Educação Básica. Estudar geografia é um passo fundamental na formação de sujeitos autônomos e conscientes de sua função cidadã. Portanto, a escola constitui-se num espaço ideal para abordar estas questões de forma dinâmica e inovadora através do uso de metodologias de ensino apropriadas aos discentes, de forma inclusiva. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo analisar o ensino de geografia e as metodologias que são utilizadas para trabalhar com alunos surdos. Em seguida, a partir do levantamento construiu-se um panorama dos trabalhos e do que vem se falando sobre as metodologias que podem contribuir para a formação do aluno surdo. Para tanto, propôs-se uma abordagem sobre a trajetória do ensino de Libras no Brasil e sua relevância para a comunidade surda do país. A coleta de dados se deu a partir de pesquisa bibliográfica feita tanto em trabalhos contemporâneos como clássicos sobre a temática. Os resultados indicam que para a efetivação da inclusão na aprendizagem geográfica é necessário que o processo ensino aprendizagem seja pautado na participação de todos os membros da escola e que o professor utilize metodologias direcionadas a este ator social- portador de necessidades especiais.

Publicado
2019-12-11
Edição
Seção
Metodologias ativas no Ensino de Geografia