METODOLOGIAS ATIVAS NO ENSINO DE GEOGRAFIA: ANÁLISE DESCRITIVA DAS PRODUÇÕES ACADÊMICAS

  • Júlio Cesar Libanio Duarte
Palavras-chave: crise nas escolas, metodologias ativas e dimensão espacial do aluno

Resumo

A Geografia enfrenta os desafios contemporâneos de novas metodologias para o processo de ensino e aprendizagem reiterando-se como disciplina capaz de desenvolver a dimensão espacial do aluno atingindo pensamento crítico e reflexivo acerca da relação sociedade e natureza. A partir disso, de modo que possa romper com o ensino tradicional — mecanizado e tedioso — que apresenta um embate com o crescimento das redes em sala de aula, surgem as metodologias ativas como proposta para o ensino de Geografia. O presente estudo pretende descrever e analisar os estudos acadêmicos que abordam múltiplas linguagens para a Geografia escolar. Para isso, foi necessário utilizar três plataformas de buscas acadêmicas: a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações, o Catálogo de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e o Google Acadêmico. A pesquisa realizada nessas três plataformas demonstraram que há diversas propostas de metodologias ativas no ensino de Geografia que visam romper com o método tradicional de ensino. Tais propostas podem servir de contribuição acerca da construção de métodos que não sejam de transmissão de conhecimentos do professor para o aluno, ou seja, um método passivo de aprendizagem.

Publicado
2019-12-11
Edição
Seção
Metodologias ativas no Ensino de Geografia