O USO DE JOGOS DE TABULEIRO COMO APOIO PARA O ENSINO DA GEOGRAFIA

  • Douglas Gonçalves da Silva
Palavras-chave: Jogos de tabuleiro, criatividade, mediação

Resumo

Propomos construir um material pedagógico para aulas de Geografia com a tentativa de possibilitar a melhor aprendizagem dos alunos para os temas abordados na disciplina, além de estimular a criatividade e proatividade no processo do ensino colaborativo. Com esta abordagem pedagógica diferente da aula expositiva, procura-se obter um envolvimento maior dos estudantes usando uma atividade criativa que lhes proporcione conhecimento e diversão. O processo de pesquisa se deu a partir de nossas experiências em sala de aula promovidas nos estágios da graduação, que despertou em nós a vontade de experimentar novas estratégias de ensino. Nosso referencial teórico fundamenta-se em Couto (2009), Kreutzer (2006), Santos (2004) e Castellar (2010). Trabalhamos também com o conceito de “professor mediador” de Vygotsky. Apresentamos uma proposta de utilização de jogos de tabuleiro onde, dentro dos objetivos dos jogos, os conteúdos da disciplina pudessem ser abordados, além de proporcionar ao aluno a prática do exercício de relacionar as temáticas com situações de seu cotidiano. Utilizamos uma metodologia qualitativa-exploratória, de natureza descritiva. Os jogos foram aplicados em turmas do 6° ao 9° ano do ensino fundamental II. Com a pesquisa foi possível concluir que a utilização de jogos em sala de aula é recomendável, pois permite ao (à) professor(a) abordar os conteúdos da disciplina de geografia de forma divertida, modifica os modos de ensinar e obtendo um maior aproveitamento das aulas.

Publicado
2019-12-11
Edição
Seção
Metodologias ativas no Ensino de Geografia