MAQUETES COMO RECURSO DIDÁTICO PARA O APRENDIZADO SOBRE A MOBILIDADE URBANA

  • Lizandra Mayara de Oliveira Teixeira
  • Rogério Borges
Palavras-chave: Material didático; Maquetes; Acessibilidade Urbana

Resumo

Pensar em práticas pedagógicas que favoreçam a aproximação do aluno com as reais problemáticas encontradas em relação a mobilidade urbana é um grande desafio encontrado hoje pelos docentes. Dessa forma, este estudo tem como objetivo analisar como a metodologia envolvendo maquetes pode contribuir para ensinar aos alunos a realização de uma leitura adequada da qualidade das calçadas de acordo com as normatizações e suas implicações no uso e apropriação do espaço urbano, além de buscar contribuir para formação de agentes capazes de transformar o espaço urbano, particularmente, desenvolver a percepção a partir dos problemas de acessibilidade e mobilidade encontrados nas calçadas. Para esta análise buscamos trabalhar com maquetes táteis com o modelo irregular e regular na mesma maquete. Contudo, construir maquetes que permitissem a interatividade, ou seja, que facilitassem a manipulação dos objetos ou partes da maquete em menor escala, como elemento auxiliar no processo de ensino-aprendizagem. Diante disso, procurou-se estabelecer novos parâmetros do uso da maquete, buscando inserir tanto elementos já utilizados anteriormente, quanto novas formas de utilização deste recurso didático, como também ensinar de forma mais instigante as problemáticas da mobilidade urbana, muito presente no cotidiano citadino.

Publicado
2019-12-12
Edição
Seção
Metodologias ativas no Ensino de Geografia