ATELIÊ MULTIDISCIPLINAR: EU NO MUNDO, O MUNDO EM MIM. UM ESTUDO SOBRE AS TRANSFORMAÇÕES NO LUGAR E O MEIO AMBIENTE URBANO NO JARDIM SANTA LÚCIA – CAMPINAS/SP

  • Juliana Andrade Moura
Palavras-chave: metodologias ativas, ensinar com pesquisa, urbanização

Resumo

Trata-se de um relato de uma prática de ensino que ocorreu a partir da problematização da realidade local. Buscou-se envolver os alunos na identificação dos problemas ambientais urbanos do entorno a partir de um aprendizado em campo com observação, reflexão e pesquisa com formulação de possíveis soluções levando em consideração a análise de diferentes escalas. “Nos disseram que antigamente pescavam, lavavam roupas e até nadavam neste rio, então cadê a água que estava aqui?”; “Por que a prefeitura derrubou essas casas”? “Se esta é uma área de risco, então porque as pessoas vieram construir suas casas justamente aqui”? “Como é possível haver enchentes se a quantidade de água é tão pequena?” “Como será que era esse rio antes dele ser assim todo poluído?”. Esta prática insere-se em um contexto de trabalho em Ateliês Multidisciplinares que, tendo início em 2014, traz sua proposta estruturada em três pilares: desenvolvimento da autonomia, trabalho multidisciplinar e rompimento com a lógica da divisão seriada. Esse relato é sobre o Ateliê: “Eu no mundo, o mundo em mim”, que utilizou a linguagem cartográfica para o estudo do meio ambiente urbano tendo envolvido professores de geografia e matemática. É importante destacarmos que o trabalho em Ateliês no Miotti foi reconhecido pelo MEC como inovador e criativo, sendo essa a única escola pública de Campinas e uma das 178 instituições de ensino brasileira a compor o mapa da inovação e criatividade elaborado pelo MEC em 2016.

Publicado
2019-12-12
Edição
Seção
Metodologias ativas no Ensino de Geografia