CONSTRUÇÃO DE UMA APRENDIZAGEM GEOGRÁFICA EM QUE EDUCANDOS E EDUCADORES SEJAM SUJEITOS DO PROCESSO

  • Leda Valeria Santos
Palavras-chave: Espaço geográfico, Escola, Ensino.

Resumo

O ensino brasileiro enfrenta muitas limitações que dificultam o desenvolvimento da educação no país. A escassez de materiais nas escolas, a infra-estrutura comprometida e a defasagem na remuneração dos profissionais atuantes na área da educação são exemplos clássicos destas barreiras. Mas, mesmo reconhecendo estes problemas, o presente artigo tem como objetivo demonstrar como o ensino da geografia pode ser trabalhado de forma a minimizar estes contratempos, isso desenvolvendo um processo de ensino aprendizagem no qual o educador, assim como o educando, sejam sujeitos do processo. Para tanto, serão realizadas pesquisas teóricas com autores do campo da Geografia, mas também com autores de outras áreas que dialoguem com o tema proposto. Serão utilizadas observações feitas em sala de aula através do programa PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência), também mediadas por encontros de estudos regularmente realizados do referido programa. Espera-se colaborar com as reflexões, apontando caminhos que auxiliem o ensino de geografia de forma a levar em consideração o lugar ao qual o aluno integra, visando a ampliação de um arcabouço de possibilidades de aprendizagem onde os discentes passem a se estabelecer como sujeitos do processo.

Publicado
2019-12-13
Edição
Seção
Pibid e a formação do professor de Geografia