GEOGRAFIA FÍSICA NO CONTEXTO ESCOLAR: A REALIDADE EM TRÊS ESCOLAS PÚBLICAS DO MUNICÍPIO DE POÇOS DE CALDAS, SUL DE MINAS GERAIS

  • Melina Mara de Souza
  • Larissa Lorien Bueno de Alencar
Palavras-chave: Ensino de Geografia física, Práticas de Ensino, Ensino-aprendizado

Resumo

As intervenções nas escolas, em busca do desenvolvimento de experimentos, dinâmicas, teatros, palestras, exercícios, trabalhos de campo podem resultar em novos métodos de ensino enfocando sempre, por meio de situações problemas vários fenômenos naturais e antrópicos previstos nos parâmetros curriculares para o ensino fundamental e médio, como uma forma de aproximação do processo de ensino-aprendizagem com o agente mais importante deste processo, o aluno. Diante desta realidade este artigo se propôs a analisar três escolas Estaduais no município de Poços de Caldas com o objetivo de levantar dados acerca de como a Geografia física vem sendo ensinada e seus principais obstáculos no processo de ensino-aprendizado. Foi possível constatar que além da falta de infraestrutura das escolas como laboratórios, acesso a internet e materiais didáticos como mapas, rochas e aulas práticas de fácil acesso aos alunos e professores dificulta e muito esse processo. De modo geral, os alunos demonstraram bastante dificuldade em assimilar conteúdos de Geografia física, apontando sempre certa distância entre o conhecimento teórico da vivência em seu cotidiano, afirmando a necessidade de uma busca intensa em novas formas de ensinar os conteúdos relacionados a geografia física que vem sendo fragmentados e tratados de forma superficial nos ensinos fundamentais e médios. Portanto, este trabalho traz reflexões e informações acerca da realidade em três escolas no município em Poços de Caldas e busca compreender as lacunas do conhecimento e ensino-aprendizagem deste processo.

Publicado
2020-02-03
Edição
Seção
Fundamentos teórico-metodológicos no Ensino de Geografia