Geodiversidade dos depósitos eólicos e sua ação protetora a erosão na praia de Almofala, Itarema - Ceará

Autores

  • Ana Alexandre Santos Rodrigues Universidade Estadual do Ceará
  • Jáder Onofre de Morais Universidade Estadual do Ceará
  • Lidriana de Souza Pinheiro Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.1975

Palavras-chave:

Geodiversidade. Dunas frontais. Eolianitos. Erosão costeira e valoração funcional

Resumo

A geodiversidade do litoral do Ceará é representada por morfologias diversas. Na valoração funcional da geodiversidade as dunas frontais e os eolianitos desempenham um papel fundamental na zona costeira de Almofala, sendo uma barreira protetora natural frente aos processos de erosão costeira. Foram selecionados seis pontos para ser realizada a identificação que os processos da dinâmica costeira exercem nessas formas. Através de registros fotográficos foram constatados que quatro pontos são referentes a dunas frontais, e os outros dois aos eolianitos. Ficou perceptível através desses registros fotográficos o espraiamento, que é um fator predominante na área, a sobrelavagem e o solapamento são localizados de forma pontual. A conservação desses geossítios costeiros é necessária, pois é perceptível a representatividade protetora frente à alta dinâmica do litoral deixando assim exposta a vulnerabilidade natural desse ambiente.  

Biografia do Autor

Ana Alexandre Santos Rodrigues, Universidade Estadual do Ceará

Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual do Ceará

Jáder Onofre de Morais, Universidade Estadual do Ceará

Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Estadual do Ceará

Lidriana de Souza Pinheiro, Universidade Federal do Ceará

Instituto de Ciências do Mar, Universidade Federal do Ceará – Labomar 

Referências

BRILHA, Jose. Patrimônio Geológico e Geoconservação: A conservação da natureza na sua vertente geológica. Braga: Palemage Editoes, 2005.

HESP, P. A. A gênese de cristas de praias e dunas frontais. Mercator - Revista de Geografia da UFC, 2002, vol. 01, número 02.

IPECE. Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará. Perfil municipal básico de Itarema. 2015.

MEIRA, S. A. “Pedras que cantam”: O Patrimônio Geológico do Parque Nacional de Jericoacoara, CEARÁ, BRASIL. Dissertação (Mestrado em Geografia) Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza, 2016.

MORAIS. J.O. FREIRE G. S. S; PINHEIRO. L.S; SOUZA. M. J. N; CARVALHO. A. M. PESSOA. P. R.S; OLIVEIRA. S. H. M. Ceará. In: MUEHE. D. Erosão e Progradação do litoral brasileiro. Ministério do Meio Ambiente. 2006. P. 131 – 154.

RODRIGUES, A. A. S; MEIRA, S. A; MORAIS, J. O. Geodiversidade e Geossítios da Planície Costeira de Almofala, Município de Itarema, Ceará. Revista de Geociências do Nordeste, v. 2, nº 2, 38-47. 2016.

SOUSA. D.C; NASCIMENTO. M.A.L. Geoturismo no litoral de Icapuí/CE (NE do Brasil): uma alternativa de divulgação do patrimônio geológico. Revista de Geologia, v. 20, nº 2, 279-287. 2007.

SOUZA. C. R. G. A Erosão Costeira e os Desafios da Gestão Costeira no Brasil. Revista da Gestão Costeira Integrada, 9(1):17-37 (2009).

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geodiversidade, Geoarqueologia e Patrimônio Natural