Análise da composição, distribuição e origem do lixo nas praias oceânicas de dois rios e Lopes Mendes na Ilha Grande (Angra dos Reis, RJ)

Autores

  • Emanuelle Assunção Loureiro Madureira Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • André Luiz Carvalho da Silva Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Andrea Viana Macedo Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Jaciele da Costa Abreu Gralato Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2182

Palavras-chave:

Ilha Grande. Lixo marinho. Praias. Processos costeiros

Resumo

O presente trabalho objetivou caracterizar o lixo encontrado nas praias de Dois Rios e Lopes Mendes (Angra dos Reis, RJ) quanto à origem, composição e distribuição. Os monitoramentos foram realizados em 5 pontos distribuídos entre as duas praias, no inverno de 2015 e verão de 2016. Plástico e matéria orgânica predominaram nas praias de Lopes Mendes e Dois Rios, respectivamente. Verificou-se a uma maior concentração de lixo em Lopes Mendes, principalmente no meio do arco praial e setor sudeste. Apesar do maior fluxo de turistas no setor noroeste, o lixo é recolhido com frequencia por ambulantes que trabalham no local, o que não ocorre nas demais áreas. Em Dois Rios, constatou-se que o plástico está diretamente relacionado ao comércio irregular; fezes de animais predomina em toda a extensão. Em ambas as praias, o lixo se encontra em grande parte desgastado pela dinâmica costeira e parece ser proveniente de fonte marinha.

Biografia do Autor

Emanuelle Assunção Loureiro Madureira, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Graduanda do Departamento de Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

André Luiz Carvalho da Silva, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Professor adjunto do Departamento de Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

Andrea Viana Macedo, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Graduanda do Departamento de Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

Jaciele da Costa Abreu Gralato, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Mestranda do Programa de Pós-graduação – Mestrado em Geografia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ.

Referências

GODOI, V. A., CALADO, L., WATANABLE, W. de B., YAGINUMA, L. E., Bastos, M. Evento extremo de ondas na Baía da Ilha Grande: um estudo de caso. Boletim do Observatório Ambiental Alberto Ribeiro Lamego, Campos dos Goytacazes/RJ, v. 5 n. 2, p. 27-44, jul. / dez. 2011.

GRALATO, J. C. A.; SILVA, A. L. C.; SILVESTRE. C. P.; BATISTA, A. S. 2015. Caracterização fisiográfica e textural das praias no litoral oriental da Ilha Grande no município de Angra dos Reis, RJ. Anais do XVI Simpósio de Geografia Física e Aplicada. Teresina, pp. 1720-1727.

GRALATO, J. C. A. Dinâmica costeira e vulnerabilidade do litoral oriental da Ilha Grande (Angra dos Reis - RJ) às ondas de tempestades. 2016. 138f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

PRADO, R. M. 2003. Tensão no Paraíso: Aspectos da Intensificação do Turismo na Ilha Grande. Caderno Virtual de Turismo. Vol. 3, N° 1.

SANTOS, I.R., WALLNER-KERSANACH, M., BAPTISTA NETO, J. A., 2008. Poluição marinha, por resíduos sólidos. pp. 309-330.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Dinâmica e Gestão de Zonas Costeiras