Aplicação de geotecnologias para análise e mapeamento de processos erosivos na microbacia do Arroio Sarandi, Santa Maria, RS

Autores

  • Naijara Klafke Dalla Lana Universidade Federal de Santa Maria
  • Rodrigo Corrêa Pontes Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria
  • Iago Turba Costa Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria
  • Valmir Vieira Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2208

Palavras-chave:

Geotecnologias. Mapeamento. Processos erosivos

Resumo

Fatores antrópicos e naturais são os principais condicionantes para o processo de formação de erosão. Tais variáveis demonstram a necessidade de conhecer o meio físico em que se formam esses processos, a fim de evitá-los ou conter os danos que podem causar. Para isso, deve-se entender o funcionamento de condicionantes como a declividade, o uso e a cobertura do solo, o relevo e o tipo de solo. O presente trabalho tem como objetivo um estudo preliminar acerca de uma vertente sofrendo processos erosivos, no distrito de São Valentim, pertencente à Santa Maria. Procedeu-se, também, à caracterização e delimitação automática da bacia hidrográfica em que está inserida a área de estudo, bem como à produção dos mapas de declividade, hipsometria, uso do solo e geológico. Além de contribuir para um melhor conhecimento da área em questão, esta produção poderá ser utilizada como auxílio em estudos futuros sobre erosão.

Biografia do Autor

Naijara Klafke Dalla Lana, Universidade Federal de Santa Maria

Mestranda em Geografia, Departamento de Geociências/ Universidade Federal de Santa Maria

Rodrigo Corrêa Pontes, Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria

Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria.

Iago Turba Costa, Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria

Geógrafo, Universidade Federal de Santa Maria

Valmir Vieira, Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria

Colégio Politécnico da Universidade Federal de Santa Maria.

Referências

ÁVILA, L. O. Erosão na microbacia do arroio Sarandi: Voçoroca do Buraco Fundo, Santa Maria/RS. 2009. 103 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2009.

BASTOS, C. A. B. Estudo Geotécnico sobre a erodibilidade de solos residuais não saturados. 1999. 298 f. Tese (Doutorado em Engenharia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1999. Disponível em: <https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/2978/000242000.pdf?sequence=1>. Acesso em: 23 fev. 2017

BERTONI, J.; LOMBARDI NETO, F. Conservação do solo. São Paulo: Livroceres, 1985.

BOARDMAN, J. Soil erosion on the South Downs. A review. In: BOARDMAN, J.; FOSTER, I. D. L.; DEARING, J. A. (Eds.). Soil erosion on agricultural land. Chichester: Wiley, 1990. p. 87-105.

CÂMARA, G.; DAVIS, C.; MONTEIRO, A. M. Introdução à Ciência da Geoinformação. São José dos Campos: INPE, 2001. Disponível em: <http://www.dpi.inpe.br/gilberto/livro/introd/>. Acesso em: 23 fev. 2017.

CÂMARA, G; MEDEIROS, J. S.; MONTEIRO, A. M. Representações Computacionais do Espaço: Um Diálogo e a Ciência da Geoinformação. São José dos Campos: DPI/INPE, 2002.

COMPANHIA DE PESQUISA DE RECURSOS MINERAIS (CPRM). Serviço Geológico do Brasil. 2010. Disponível em: <http://www.cprm.gov.br>. Acesso em: 13 jan. 2017.

CUNHA, M. A. (Coord.). Manual de ocupação de encostas. São Paulo: IPT, 1991.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Brasil em relevo. Disponível em: <http://www.relevobr.cnpm.embrapa.br/download/rs/rs.htm>. Acesso em: 13 jan. 2017.

ESRI®. ArcGIS Resources center. How Flow Direction works. 2011. Disponível em: <http://help.arcgis.com/en/arcgisdesktop/10.0/help/index.html#//009z00000063000000.htm>. Acesso em: 3 jan. 2017.

GUERRA, A. T. Dicionário geológico-geomorfológico. 4. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 1975.

SILVA, A. M.; SCHULZ, H. E.; CAMARGO, P. B. Erosão e hidrossedimentologia em bacias hidrográficas. São Carlos: Rima, 2003.

SOBRINHO et al. Delimitação automática de bacias hidrográficas utilizando dados SRTM. Revista Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 30, p. 46-57, 2010.

SOUSA, A. T. de. Caracterização de voçorocas em bordas de relevo residual tabular em Quirinópolis. 2010. 170 f. Tese (Doutorado em) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.

VITTE, A. C.; GUERRA, A. J. T. (Orgs.). Reflexões sobre a geografia física do Brasil. São Paulo: Bertrand Brasil, 2004. p. 225-256.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Geotecnologias e Modelagem Espacial em Geografia Física