Análise de cabeceiras de drenagem a partir de classificação geossistêmica e da relação hipsometria-declividade em unidade de paisagem inserida na bacia do CELMM

Autores

  • Raquel Lourenço da Silva Universidade Federal de Alagoas
  • Kadja Monaysa Mendonça de Paula Universidade Federal de Alagoas
  • Kleython de Araújo Monteiro Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2295

Palavras-chave:

Cabeceiras de drenagem. Unidade de paisagem. Bacia do Celmm

Resumo

O presente trabalho tem como finalidade a análise geossistêmica, hipsométrica e de declividade de cabeceiras de drenagem em unidade de paisagem inserida na Bacia do Complexo Estuarino Lagunar Mundaú Manguaba (CELMM). A partir desta análise pôde-se definir a relação entre os principais tipos de uso de solo na área e suas principais ocorrências ambientais.

Biografia do Autor

Raquel Lourenço da Silva, Universidade Federal de Alagoas

Universidade Federal de Alagoas

Kadja Monaysa Mendonça de Paula, Universidade Federal de Alagoas

Universidade Federal de Alagoas

Kleython de Araújo Monteiro, Universidade Federal de Alagoas

Universidade Federal de Alagoas

Referências

CAVALANTI, L. C. S. Geômeros ou geócoros? Petrolina: UPE.2014. Notas de aula. Disponível em: www.cartadepaisagem.blogspot.com/p/material.html.

COELHO NETTO, A. L. Evolução de Cabeceiras de Drenagem no Médio Vale do Rio Paraíba do Sul (SP/RJ): a Formação e o Crescimento da Rede de Canais sob Controle Estrutural. Revista Brasileira de Geomorfologia, Ano 4, Nº 2 (2003). 69-100 p.

PEREIRA, A. A.; THOMAZ, E. L. Hipsometria e declividade da Bacia Hidrográfica do Arroio Palmeirinha, município de Reserva – PR, utilizando o Software Spring. Anais...XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Foz do Iguaçu, PR. 2013. 3494-3501 P.

SOCHAVA, V. B. O estudo de geossistemas. Métodos em questão, n.16, IGUSP. São Paulo, 1977. 51 p.

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Uso e ocupação das terras e legislação ambiental