Corpos simuladores de parto educando corpos humanos: “conexões quase humanas”

  • Raquel Littério de Bastos
  • Cristiane Spadácio
  • Regina Yoshie Matsue

Resumo

O texto apresenta os resultados parciais de uma pesquisa maior de pós-doutoramento, iniciada em 2018, intitulada “Corpos educando Corpos: biotecnologias e modulações do self na formação médica”. Esta parte da pesquisa objetiva investigar, no campo dos Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia (ESCT) a estrutura tecnológica (technological frame) dos manequins de simulação realística de partos com cervix destinados ao treino das habilidades médicas da episiotomia enquanto artefato nos cursos de medicina. Especificamente, o texto aborda a interação de heterogêneos atores fundidos, dispostos em uma rede que sustenta e dá sustentação as práticas dos laboratórios de habilidades médicas nas universidades públicas e privadas, sob a perspectiva da antropologia simétrica, construindo essas tecnologias e compartilhando uma gramática entre humanos e não humanos, como resultado das negociações de interesses entre diversos e divergentes grupos sociais.

Publicado
2019-07-17
Seção
ST 03 - Coproduções contemporâneas: Intervenções biotecnológicas sobre o corpo, gênero e sexualidade