Mulheres e Políticas de Fins de Mundos entre os Guarani e Kaiowa em Mato Grosso do Sul

  • Lauriene Seraguza

Resumo

Neste paper,pretendo abordar nas narrativas sobre fins de mundos mobilizadas pelas
mulheres guarani e kaiowa em Mato Grosso do Sul, as percepções de violências, mas também
de resistências, engendradas em suas relações estabelecidas com os regimes de conhecimentos
não indígenas, perseguindo a pista de que é justamente a aproximação ao mundo não indígena
o causador de um anunciado fim dos rezadores, um “fim do mundo”. Estas mulheres produzem
agenciamentos políticos contra o estado, em ações políticas que são explicitadas durante o processo de recuperação territorial que vem acontecendo nas últimas décadas entre estes coletivos
e que se coloca como alternativa diante da violência explicitadas nas narrativas das mulheres
guarani e kaiowa.

Publicado
2019-07-17
Seção
ST 05 - Escrita antropológica e contradisciplinaridade: encontros possíveis entre linguagens, grafias e (cosmo)políticas