Quase-etnógrafo-etc.

  • Renata Marquez

Resumo

A proposta deste ensaio é refletir sobre certas práticas de aliança que se desdobram a partir do encontro com mestres e mestras integrantes da Formação Transversal em Saberes Tradicionais da UFMG; práticas que incluem conhecimentos não antropológicos, oriundos da área das Ciências Sociais ditas Aplicadas. Tais práticas de aliança, para se tornarem possíveis, devem beneficiar-se da reflexão autocrítica e histórica feita dentro da disciplina antropológica acerca dos encontros com aqueles que costumávamos chamar de “outros”, por um lado, e podem, por outro, partilhar questões e desafios transversais às diversas disciplinas anfitriãs. A figura do “quase-etnógrafo-etc.” pretende dialogar em contraponto com a conhecida figura do “artista como etnógrafo” do texto de Hal Foster de 1995, por meio da reflexão sobre o papel do professor anfitrião e as reversibilidades, simetrias e colaborações implicadas. A reflexão será conduzida por quatro descrições de experiências práticas no âmbito da UFMG, que são: uma pergunta equivocada; uma proposta didática; um projeto editorial; e um projeto expográfico.

Publicado
2019-07-17