Eventos extremos de precipitação em Gilbués-Piauí: impactos na paisagem e potencialização do processo de arenização

Autores

  • Ivamauro Ailton de Sousa Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/sbgfa.v1i2017.2441

Palavras-chave:

Eventos Extremos. Precipitação. Gilbués. Arenização

Resumo

As características pluviométricas e suas variações inesperadas provocam impactos, principalmente em áreas com fragilidade ambiental. Nesta pesquisa, investigou-se a ocorrência de eventos extremos de precipitação e a influência da variabilidade pluviométrica na gênese e potencialização do processo de arenização, no município de Gilbués, Piauí. Para isso, a pesquisa foi elaborada, por revisão bibliográfica e pela coleta e análise de dados meteorológicos obtidos através da Estação Hidroclimática da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste. Como resultados, o artigo elucida, que as condições climáticas, são bem dinâmicas e possui alta variabilidade pluviométrica e os eventos extremos de precipitação ocorrem com frequência e são capazes de alterar as características ambientais e acelerar os processos erosivos, já que a área em questão apresenta vulnerabilidade. A interação entre variabilidade climática, eventos extremos de precipitação, dinâmica hídrica e escoamento superficial, atuam na remobilização, remoção, transporte e deposição do material areno-argiloso, promovendo extensas áreas com solo exposto avermelhado.

Biografia do Autor

Ivamauro Ailton de Sousa Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutorando em Geografia, Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS.

Referências

BOIN, M. N. Chuvas e Erosões no Oeste Paulista: uma análise climatológica aplicada. Rio Claro, UNESP. Tese de Doutorado. 264 p. 2000

BRASIL. Programa de ação nacional de combate à desertificação e mitigação dos efeitos da seca - PAN-Brasil. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Recursos Hídricos. 242p. 2004.

KÖPPEN, W.; GEIGER, R. Klimate der Erde. Gotha: Verlag Justus Perthes. 1928

SALES, M. C. L. Degradação Ambiental em Gilbués, Piauí. Revista Mercator. Fortaleza, 02, 04, 115-124. 2003.

SALES, M. C. L. Estudo da degradação ambiental em Gilbués-PI: Reavaliando o “núcleo de desertificação”. São Paulo, USP. Dissertação de Mestrado - Geografia. 181p. 1998.

SILVA, I. A. S. Clima e arenização em Gilbués-Piauí: dinâmica das precipitações e a vulnerabilidade da paisagem aos eventos pluviais intensos. 2014. 185 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) − Instituto de Estudos Socioambientais, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2014.

SUERTEGARAY, D. A.. Deserto Grande do Sul: Controvérsia. Porto Alegre: Editora da Universidade, UFRGS, 1992.

SUERTEGARAY, D. M. A. A trajetória da natureza: um estudo geomorfológico sobre os areais de Quarai, RS. Tese de Doutorado. USP/FFLCH. 243p. 1987.

SUERTEGARAY, D. M. A.; GUASSELLI, L. A. e VERDUM, R. (Org.) Atlas da arenização - Sudoeste do Rio Grande do Sul. Porto Alegre/RS: Secretaria da Coordenação e Planejamento. 85 p. 2001.

SUPERINTENDENCIA DE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE - SUDENE. Rede Hidroclimatológica do Nordeste. Disponível em http://pageserver-nt.sudene.gov.br/ixpress/pluviometria/plv/index.dml

UNITED NATIONS ENVIRONMENT PROGRAMME. (2007). Section B: State-and-Trends of the Environment: 1987–2007. In: The fourth report in the Global Environment Outlook (GEO) series: 81-114. Disponivel em: http://www.unep.org/geo/geo4/report/geo-4_report_full_en.pdf. Acessado em: 15 de março de 2017.

VERDUM, R. Approche géographique des deserts dans lês communes de São Francisco de Assis et Manuel Viana – Etat do Rio Grande do Sul – Brésil. 211f. Tese de Doutorado - Université de Toulouse II (Le Mirai), U.T.H, França. 1997

Downloads

Publicado

2018-02-04

Edição

Seção

Climatologia em diferentes níveis escalares: mudanças e variabilidades